EMTCD229 25mm
No ano em que assinala 15 anos de carreira a solo, Paulo Ribeiro (Tais Quais) apresenta as canções do seu mais recente álbum “O céu como tecto e o vento como lençóis”.
Este é um trabalho integralmente composto a partir da poesia de Manuel da Fonseca e cheio de cumplicidades, com as participações especiais de Tim, Vitorino, Manuel João Vieira, Ana Lúcia Magalhães, Fernando Pardal, e dos grupos corais “Os Camponeses de Pias” e “Casa do Povo de Serpa”.
Mais do que uma viagem que procura incorporar diferentes estéticas musicais inspiradas pelas palavras do poeta, este disco é um itinerário onde desfilam personagens, narrativas e paisagens do Sul, tão presente na obra intemporal de Manuel da Fonseca e no universo musical e afectivo de Paulo Ribeiro.

As gravações do álbum decorreram no Estúdio Vale de Lobos, em Sintra e nos estúdios da Musibéria, em Serpa, e contou Jorge Moniz, responsável pela Produção Musical e Arranjos (Bateria, Piano e Teclados), João Vitorino (Guitarra acústica e eléctrica), Pedro Vidal (guitarras), João Custódio (Contrabaixo), Tomás Pimentel (trompete), Rui Teixeira (trombone), Jorge Vinhas (Violino) e César Cardoso (saxofone tenor).

O nome de Paulo Ribeiro está ligado ao projecto Tais Quais, ao lado de João Gil, Vitorino, Tim, Jorge Palma, Celina da Piedade, Sebastião e também do contador de histórias Jorge Serafim. Recentemente produziu “Modas de Viés” e “Canções Decantadas – A Pop e o Cante em fusão”, dois espetáculos com uma nova abordagem ao Cante Alentejano, resultado do intenso trabalho que desenvolve há quase duas décadas em colaboração com alguns dos mais representativos Grupos Corais e Etnográficos do Alentejo.

FARÁ APRESENTAÇÕES DO SEU MAIS RECENTE CD, NOS SEGUINTES ESPAÇOS:

Cine Granadeiro, em Grândola – 18 de fevereiro de 2017
Pax Julia Teatro Municipal, em Beja – 25 de fevereiro de 2017
Fnac Alfragide – 4 de março de 2017 – 21h30
Fnac Chiado – 15 de março de 2017 – 18h30
Fnac Colombo – 15 de março de 2017 – 21h30
Castro Verde – 17 de março de 2017
Fnac Almada – 23 de abril de 2017 – 17h00
Seixal – 27 de maio de 2017

 

emtcd226-25mm     medivoce-2016-022

Os MEDIVOCE iniciaram formalmente a sua nova aventura por ocasião do Natal de 2013 e não mais pararam de partilhar a sua paixão comum – a Música.

A experiência dos seus elementos é já fruto de anos de convívio e amizade, pelo que foi apenas natural a organização do grupo e a realização dos vários programas que têm sido apresentados.

O repertório é amplo e diversificado, englobando vários períodos da História da Música e estendendo-se do Romantismo até à actualidade com incursões no jazz.

O grupo tira partido de todas as potencialidades dos seus elementos, que permitem as mais versáteis combinações desde o quarteto de vozes “a capella” ao piano a quatro mãos (dois dos seus elementos compõem o duo Mezzopiano), até à utilização de variados instrumentos e do uso dos duetos, trios e quartetos vocais e instrumentais.

O grupo prima pela diferença nas obras originais e múltiplos arranjos, especialmente feitos para os Medivoce por um dos seus elementos.

FARÃO APRESENTAÇÕES DO SEU MAIS RECENTE CD, NOS SEGUINTES ESPAÇOS:

Fnac Santa Catarina – 16 de dezembro de 2016 – 18h30
Fnac GaiaShopping – 17 de abril de 2016 – 22h00

 

EMTCD212 25mm

O Projecto Sebastião Antunes e Adufe em Lisboa vai fazer o lançamento do seu CD no próximo dia 13 de junho de 2016

Local: Museu Arpad Szenes – Vieira da Silva – Vieira da Silva em Festa

Praça das Amoreiras 56, 1250-020 Lisboa

Transmissão: Viva a Música – Antena 1 – 15h00
Entrada Livre

Adufe em Lisboa é um som da Beira Interior, sul da Beira-baixa, que se apegou a vozes que circulam pela capital e quis trazer nas mãos, ainda cheias de madrugada, os cantos que nos sabem a medronho e o ressoar dos adufes que passam de pulso em pulso, o balanço que o tempo nos foi ensinando a ajeitar.

Praticamente sem arranjos como se fossemos adufeiras de cá, com a simplicidade de uma qualquer romaria, um apontamento ou outro de flauta ou guitarra apenas para trocar alguma cor ao cair da folha.
Dedicado aos apaixonados pelo adufe e a todos os que se hão-de vir a apaixonar.

 

EMTCD206 25mm

Quatrada é o novo disco de Galandum Galundaina que marca o início das comemorações dos 20 anos do grupo.

Este álbum é claramente um trabalho que prossegue na divulgação e valorização da identidade cultural das Terras de Miranda. As letras e as melodias do cancioneiro tradicional continuam a alicerçar uma narrativa musical que explora possibilidades de representação entre os valores da memória e os valores da contemporaneidade. As harmonias vocais e instrumentais, tendem para linhas de composição mais elaboradas. A presença da gaita de foles mirandesa torna-se mais evidente no acompanhamento, harmonizando com os restantes instrumentos. A padronização deste instrumento veio a contribuir para isso, tornando-o um instrumento com maior extenção melódica e cromático. A flauta pastoril, o rabel, o saltério, a sanfona, continuam a dar corpo ao som Galandum Galundaina. Este álbum apresenta pela primeira vez melodias originais para gaita – de- foles mirandesa. As composições e derivações a partir de canções tradicionais, remetem-nos para temas e poemas originais como complemento e enriquecimento dessas mesmas canções. Para enaltecer este trabalho enriquecido pela dinâmica e densidade, há uma abordagem propositada mais elaborada ao nível das percussões.

Este trabalho discográfico conta com as participações dos Clã, onde Manuela Azevedo dá voz, em língua mirandesa, ao tema “Tanta pomba” e de Zeca Medeiros, que interpreta o tema “Siga a Malta” com letra de Amadeu Ferreira. “Siga a Malta” será apresentado com videoclip em simultâneo com o lançamento deste CD. Das faixas extras fazem parte os temas “Bebe binho” dos Peste e Sida, reinterpretado para as comemorações dos 25 anos do grupo e “Zé Pereira”, tema original de Rui Rodrigues com arranjos e interpretação de Galandum. À data foram já lançados dois singles com videoclip, “Nós tenemos muitos nabos” e “Para namorar Morena”.

FARÃO APRESENTAÇÕES NOS SEGUINTES ESPAÇOS:

Fnac GaiaShopping – 30 de abril de 2016 – 17h00
Fnac MarShopping – 30 de abril de 2016 – 22h00